Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Miúda com Pinta

Lifestyle e Desenvolvimento Pessoal

21 de Setembro, 2019

Dia Mundial Da Gratidão

gratitude.jpg

 

Hoje é dia da Gratidão. É o dia perfeito para parares a tua vida e analisares tudo o que tem acontecido. Maus e bons momentos, vitórias e falhas, pessoas que tenhas na tua vida e outras que saíram. Analisa tudo. Foi o que fiz.

 

Todos os anos eu gosto de fazer um balanço sobre meu último ano. Acho importante porque, durante esse período, nós não temos a noção do quanto estamos a crescer e, quando olhamos para trás, vemos uma grande progressão, pelo menos no meu caso. Sinto que, desde que fui para a universidade, cresci imenso. Posso orgulhar-me de ter tido grandes vitórias, apesar de ter passado por fases muito escuras para lá chegar. Mas este ano fiz novamente algo que me pôs completamente fora da minha zona de conforto. Escolhi trabalhar em vez de aproveitar o verão com os amigos e com a família. Foi difícil porque sou uma pessoa extramente ligada à minha família e chorei muito por saber que tinha perdido alguns momentos com eles, mas, felizmente, tenho uma grande mãe que me incentivou a fazer esta escolha, para crescer. Eu nunca tinha trabalhado, não sabia o que custava para ganhar dinheiro. Tudo o que eu queria era que os meus pais tivessem dinheiro para nós podermos fazer o melhor com ele, que era aproveitar a vida. A verdade é que os meus pais ganhavam para mim e só para mim. Infelizmente, é uma realidade em Portugal. Os pais ganham para os filhos. É um sacrifício. E, quando recebi o meu primeiro ordenado, e vi o dinheiro a ir embora a uma velocidade estrondosa, percebi o peso que estava a dar aos meus pais. Eu tenho 20 anos, considero-me ativa e trabalhadora, por isso não faz sentido continuar tão dependente dos meus pais quando eles também precisam para eles. Foi neste sentido que me apoiei nesta decisão e acontece que foi a melhor escolha que poderia ter feito para mim. Ganho o meu dinheiro, aprendo a fazer coisas diferentes, lido com vários tipos de pessoas e adquiro imensa experiência para a minha vida profissional. Foi pequeno caminho que mudou a minha vida.

 

Eu podia dizer que me sinto grata pela minha família, pelos meus amigos, pela vida que tenho agora, mas eu sinto-me grata por tudo isso todos os dias. Escolhi sentir-me grata por esta escolha porque foi algo que está a mudar o meu presente e sinto que é importante darmos ênfase a estas pequenas decisões porque, no fundo, são vitórias que nos temos de orgulhar. Por muito que até haja a possibilidade não estar a correr 100% bem, foi algo que me pôs fora da minha zona de conforto. Eu escolhi isso mesmo para crescer e não há nada mais recompensador que a evolução.